terça-feira, 17 de março de 2009

Eu tenho a força!!!






DA FELICIDADE
Quantas vezes a gente,em busca da ventura,
Procede tal e qual o avozinho infeliz:
Em vão,por toda parte,os óculos procura
Tendo-os na ponta do nariz!
Mário Quintana

DA OBSERVAÇÃO
Não te irrites, por mais que te fizerem...
Estuda, a frio, o coração alheio.
Farás, assim, do mal que eles te querem,
Teu mais amável e sutil recreio...

DAS UTOPIAS
Se as coisas são inatingíveis... ora!
Não é motivo para não querê-las...
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!
Mário Quintana

sábado, 14 de março de 2009

Retalhos e crochê. Linda e romântica.

Ganhei um bocado de retalhos de estampa miudinha e bem coloridos. Procurei na net o que fazer com tanto retalho e encontrei essa colcha. Achei muito bonitinha e resolvi postar aqui. Abraços.

domingo, 8 de março de 2009

Um square maravilhoso


Clichê. E a luta continua.


Maria, Maria


Composição: Milton Nascimento e Fernando Brant

Maria, Maria
É um dom, uma certa magia
Uma força que nos alerta
Uma mulher que merece
Viver e amar
Como outra qualquer
Do planeta
Maria, Maria
É o som, é a cor, é o suor
É a dose mais forte e lenta
De uma gente que rí
Quando deve chorar
E não vive, apenas aguenta

Mas é preciso ter força
É preciso ter raça
É preciso ter gana sempre
Quem traz no corpo a marca
Maria, Maria
Mistura a dor e a alegria
Mas é preciso ter manha
É preciso ter graça
É preciso ter sonho sempre
Quem traz na pele essa marca
Possui a estranha mania
De ter fé na vida....

Mas é preciso ter força
É preciso ter raça
É preciso ter gana sempre
Quem traz no corpo a marca
Maria, Maria
Mistura a dor e a alegria...

Mas é preciso ter manha
É preciso ter graça
É preciso ter sonho sempre
Quem traz na pele essa marca
Possui a estranha mania
De ter fé na vida....

08 de Março

Dia Internacional da Mulher .

sexta-feira, 6 de março de 2009

Um "cadin" de música. Antiiiiga... E boa.


Sonho de Ícaro


Byafra


Composição: Pisca / Claudio Rabello


Voar, voar, subir, subir

Ir por onde for

Descer até o céu cair

Ou mudar de cor

Anjos de gás

Asas de ilusão

E um sonho audaz

Feito um balão...

No ar, no ar

Eu sou assim

Brilho do farol

Além do mais

Amargo fim

Simplesmente sol...

Rock do bom

Ou quem sabe jazz

Som sobre som

Bem mais, bem mais...

O que sai de mim vem do prazer

De querer sentir o que eu não posso ter

O que faz de mim ser o que sou

É gostar de ir por onde, ninguém for...

Do alto coração

Mais alto coração...

Viver, viver

E não fingir

Esconder no olhar

Pedir não mais que permitir

Jogos de azar

Fauno lunar

Sombras no porão

E um show vulgar

Todo verão...

Fugir meu bem pra ser feliz

Só no pólo sul

Não vou mudar do meu país

Nem vestir azul...

Faça o sinal

Cante uma canção

Sentimental

Em qualquer tom...

Repetir o amor já satisfaz

Dentro do bombom há um licor a mais

Ir até que um dia chegue enfim

Em que o sol derretaA cera até o fim...

Do alto, coração

Mais alto, coração...

Do alto, o coração

Mais alto, o coração...





quinta-feira, 5 de março de 2009

Humpf!


"Essa vida viu, Zé. Pode ser boa que é uma coisa. Já chorei muito, já doeu muito esse coração. Mas agora tô, ó, tá vendo? De pedra.Nem pena do mundo eu consigo mais sentir. Minha pureza era linda, Zé, mas ninguém entendia ela, ninguém acolhia ela. Todo mundo só abusava dela. Agora ninguém mais abusa da minha alma pelo simples fato de que eu não tenho mais alma nenhuma. Já era, Zé. É isso que chamam de ser esperto? Nossa, então eu sou uma ninja. Bate aqui no meu peito, Zé? Sentiu o barulho de granito? Quebrou o braço, Zé? Desculpa!"

Sonho de consumo

Ter uma casa cheinha de crochês bem coloridos assim. Apesar de que "Em casa de ferreiro..."

IN MEMORIAM "Maria Honória Batista"



Há quem passa... E deixa só
cicatrizes.
Há quem passa... Semeando flores.
Há quem passa... Banhando-nos em lágrimas.
Há quem passa... Disposto a secá-las.
Há quem passa... Torcendo por nossa vitória.
Há quem passa... Aplaudindo nossos fracassos.
Há quem passa... Ajudando-nos a levantar.
Há quem passa... Fazendo-nos cair.
Há quem passa... Como sombra.
Há quem passa... Como luz.
Há quem passa... Como pedra no caminho.
Há quem passa... Como pedra de construção.
Há quem... Para todo deslize vê uma falha irreparável.
Há quem... Nos oferece o perdão.
Há quem... Ignora nossos
erros.
Há quem... Nos ajuda a corrigir.
Há quem passa... Rápido, veloz, despercebido.
Há quem...
Deixa marcas profundas.
Há quem... Simplesmente passa.
Há, porém, quem... Fica para sempre
no nosso coração!


A toalha da foto é um dos trabalhos lindos que tia Maria deixou.Também me ensinou o caseado de acabamento perfeito.

quarta-feira, 4 de março de 2009

Cachecol e gorro coloridos ( já?)

Nesse calor , com um solão de rachar mamona e suando em bicas, eu não reclamo de tecer mais um cachecol e gorros bem coloridos.