sábado, 18 de junho de 2016

Dia Mundial de Tricotar em Público - adote um tecedor

Hoje, Dia Mundial de Tricotar em Público, reforçamos o Projeto ADOTE UM TECEDOR, onde convocamos as pessoas a ensinar durante todo o mês, uma pessoa para ensinar tricô ou outra tessitura fornecendo além das instruções, agulha e fio. O adotado fica incumbido de retribuir tecendo um gorro e um cachecol para ser doado ao tricô solidário. 
E para doar suas peças prontas ou saber como ajudar tecendo, acesse:
Quadradinhos do Cerrado
Até qualquer hora.

domingo, 10 de janeiro de 2016

Gorro Kids de Girafa



Para Lu e Paula, do Armarinho Torres, em Brasília
Use um novelo do fio Gorro Kids da Círculo que é  equivalente a agulhas número 6,0. Pode ser que sobre.
Você vai precisar de agulhas circulares medindo 40cm;
 marcador para agulha circular (pode-se usar uma argolinha feita em fio fininho e de cor contrastante);
 agulha de crochê número 4,5 e agulha para costurar tricô ou de tapeçaria. 

Monte 75 pontos em agulha circular.
Use o marcador para separar o 1º ponto do último. 
Teça 3 cordões de tricô nas primeiras 6 carreiras.
Então divida os pontos da seguinte forma:
Marcador; 
1 ponto em meia, 1 laçada cruzada, 10 pontos em meia, 3 pontos juntos em meia, 10 pontos meia, 1 laçada cruzada, 2 pontos em meia, 1 laçada cruzada, 10 pontos em meia, 3 pontos juntos em meia, 10 pontos em meia, 1 laçada cruzada, 2 meias, 1 laçada cruzada, 10 ponto em meia, 3 pontos juntos em meia, 10 pontos em meia, 1 laçada cruzada, 1 meia. 
*(Laçada cruzada ou torcida, é o famoso aumento invisível que a gente usa quando não quer deixar buraquinhos. Mas você pode usar um aumento intercalado também.)
Daí em diante, em uma sequencia de 10 repetições deve-se fazer a carreira de aumentos (laçadas) e diminuições (3 pontos juntos em meia) e alternar uma carreira só em ponto meia. 
Após os 10 aumentos de altura e as respectivas diminuições, deve-se continuar o trabalho seguindo só com as diminuições e as carreiras em ponto meia, o que resulta em 20 diminuições na altura inteira do trabalho. 
Após a última carreira em ponto meia, pode se observar um afunilamento da peça por conta das últimas 10 diminuições. É hora então de fechar a parte de cima. Use a a agulha de tapeçaria municiada de uns 30 cm de fio.
Passe esse fio por dentro dos pontos que sobraram e dê um nó arrematando na parte de dentro da touca. Corte as sobras do fio bem rente ao nó ou se preferir passe a agulha entre a trama para embutir a sobra de fio. 
 Faça dois cadarços de i-cord partindo da orelha para fora. 
Prenda o bichinho de pelúcia que acompanha o fio.
 Use cálculos de amostra para mudar os tamanhos de acordo com as tabelas disponíveis na internet.
Gostou? Então curta, comente e compartilhe.

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Mais almofadas em tricô - Botões de rosas em amostra

Amostras são modos maravilhosos de aprendizado e referência, tanto para cálculos de projetos como para teste de efeitos. Esse ponto é descrito no 1300 pontos de tricô como "botões de rosas". Nome esse que muito me agradou. 
Mas essas bolas tecidas em tricô são conhecidas como nupps, bobbles, borbotos, bolotas e até pipocas, entre outros que agora não me recordo.
O objeto da foto era uma amostra desse ponto, que se tornou uma luva de banho ou algo com a mesma utilidade daqueles paninhos de banho, os Cloth Washing Bath Shower Wipe Towel, acho que é assim que se chamam.
Utilidade que foi mudada pela minha filha. Resolveu ela que isso daria um ótimo massageador de gatos, e ficamos assim, então, uma luva rasqueadora/massageadora de gatos.
Essa amostra contém 29 pontos e bolas de 5 em 5 pontos.
Essa amostra foi usada na aula de almofadas que a Graciosa moça da foto teceu para sua casa.
Adaptamos a quantidade de pontos até chegar à configuração dessa linda almofada que ela segura feliz da vida.
Tão feliz e empolgada ficou que teceu mais um bocado e aí está boa parte de sua produção, que ela gentilmente, cedeu imagens para que eu postasse.
Se você deseja tecer uma amostra de pontos em botões de rosas, ou nupps, acesse ESSE VÍDEO.
Ele ensina diferente do que eu faço, mas dependendo do tamanho que você queira seus botões e do fio que vá usar, o efeito é o mesmo.
Faça sua experiência e me conte.

Bons tricôs!

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Amofadas em tricô

 Almofadas tem o poder de transformar um ambiente, seja o quarto, sala ou varanda. 
Dependendo da cor, você ganha alegria ou aconchego. E as possibilidades de técnicas são ilimitadas, consequentemente, apaixonantes.
Descobrimos, então, um brinquedo novo: fazer continhas e inventar almofadas exclusivas em tricô.
Crie o seu próprio projeto, é muito divertido, eu garanto.
O processo envolve escolher um motivo, um ponto, formato e passar o projeto para o papel, antes de tudo.
O milimetrado é muito útil para os gráficos. E também, caneta, lápis, canetinha, agulhas de numeração aproximada ao fio usado e calculadora.
Após o gráfico, é hora de fazer amostras para adequar o fio á agulha e observar qual a textura é mais agradável e quantos pontos você precisa para o tamanho desejado.
Vamos à ficha técnica, então.
Criação: Ildete Ameida
Execução: Graça Leal
Fio: Pingouin, Bella, com 2 fios usados juntos.
Agulha: Número 6, na mão da Graça, se fosse na minha mão, seria 6,5. Então faça sua amostra para observar a tensão de ponto.
Medidas: 45x100cm de tecido aberto, 45x45 após costura.
Consumo: 2 novelos foram suficientes para cada cor de almofada.
Essa, por exemplo tem um transpasse, então, foi necessário tecer 10 cm de ponto barra 1/1 além da medida geral do tecido que cobre a almofada.
Feito isso, é só costurar s laterais, respeitando o tranpasse e colocar botões para um melhor acabamento.
Experimente texturas, formatos (o de fronha de travesseiro comum, por exemplo), um ponto que goste. 
O resultado é compensador. 
Mãos à obra, então e me conte o resultado.
Chame a amiga tricoteira e compartilhe essa ideia por aí.
Bons tricôs!


segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Sapatinho bebê de boneca em tricô - Para Catharina

Eu quis tecer um sapatinho em homenagem a uma avó tricoteira.
E pensando nela, tive que escolher fio dourado e vermelho.
Mas você pode tecer esse sapatinho em qualquer cor, e qualquer fio que se ajuste à sua amostra.
EXECUÇÃO
Montagem em 28 pontos, em agulhas retas ou métodos circulares de numeração 3 ou 3,5. Fio compatível com as agulhas.
Montagem provisória ou long tail, deixando sobra suficiente para costurar o fechamento da sola.
1ª carreira e todos os avessos em ponto tricô.
3ª carreira:
1 ponto em tricô, um aumento, 12 pontos em meia, 1 aumento, 1 ponto em meia, marcador, 1 ponto em meia, 1 aumento, 12 pontos em meia, 1 aumento, 1 ponto em tricô.

5ª carreira:
1 ponto em tricô, 1 ponto em meia, um aumento, 12 pontos em meia, 1 aumento, 2 pontos em meia, marcador, 2 pontos em meia, 1 aumento, 12 pontos em meia, 1 aumento, 1 ponto em meia, 1 ponto em tricô.
7ª carreira:
1 ponto em tricô, 2 pontos em meia, um aumento, 12 pontos em meia, 1 aumento, 3 pontos em meia, marcador, 3 pontos em meia, 1 aumento, 12 pontos em meia, 1 aumento, 2 pontos em meia, 1 ponto em tricô.
9ª carreira:
1 ponto em tricô, 3 pontos em meia, um aumento, 12 pontos em meia, 1 aumento, 4 pontos em meia, marcador, 4 pontos em meia, 1 aumento, 12 pontos em meia, 1 aumento, 3 pontos em meia, 1 ponto em tricô.
Agora, obtidos 44 pontos no total, teça 4 cordoes de tricô (+ 9 carreiras contando com o avesso após os últimos aumentos).
Isole com marcadores os 24 pontos centrais e reduza esses 24 pontos a 12 pegando de 2 em 2 juntos em uma carreira de tricô pelo direito do trabalho.
avesso em tricô. 
Para o sapato esquerdo, trabalhe penas sobre os 10 pontos primeiros pontos em cordões de tricô por 6 carreiras e arremate esses 10 pontos. Arremate os 12 pontos centrais. 
Monte 15 pontos separadamente  retome nesta mesma agulha os 10 ponto restantes da outra extremidade, trabalhando por 6 carreiras em cordões de tricô, sendo que na 3ª carreira, deve-se trabalhar uma casa para botão após os 2 primeiros pontos trabalhados.
Arremate todos os pontos após concluir a 6ª carreira.
Para o sapato direito, trabalhe os 10 primeiros pontos em tricô, acrescentando na mesma carreira mais 15 ponto em montagem direta. Trabalhe na 3ª carreira, uma casa antes dos 2 últimos pontos da carreira.
Continue em cordões de tricô até concluir a 6ª carreira, arrematando todos os pontos.
Retome os 10 pontos da outra extremidade, trabalhe 6 carreiras em cordões de tricô e arremate.

MONTAGEM
Costure a parte traseira do sapato e a sola.
Pregue os botões e se desejar, um laço vistoso em cada um, bem no centro.
 Se gostou, já sabe:
Curta, comente e compartilhe.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Flores para que te quero! - flores em crochê


Que tal uns penduricalhos para sua árvore de Natal ou para te enfeitar no verão que já vem vindo?
E se você fizer um buquê bem grande para enfeitar sua mesa?
Qual será o efeito, se aplicar em uma almofada, para fazer companhia aquela almofada de chita, ou até enfeitar o seu sofá monocromático? 
-Como assim, você não tem uma almofada de chita?
-Opa, vamos fazer? 
-Então tá combinado!
Já pensou em prendedores de cortina floridos?

A ideia é bem simples, acompanhe o gráfico, experimente cores e vai se divertir muito!
Ah, o miolo pode ser um disco em ponto alto de crochê, arrematado com picôs ou ponto caranguejo.
Sugestão bem dada, agora ponha-se a criar e me mostre enviando fotos para coisasdehilda@gmail.com.

Curta a página: http://migre.me/shwdN






quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Eu só sei fazer a correntinha!

É com frequência que escuto isso de quem quer aprender crochê.
Se você acha que sabe apenas a correntinha do crochê e quer avançar no assunto, saiba que a tão subestimada correntinha é quem define a altura, largura e profundidade do crochê.
Deixemos de lado os diminutivos e vamos ao entendimento do quão abrangente é o assunto: 
Corrente de base do crochê.
De base?
Sim, salvo exceções de algumas técnicas que pretendo mostrar posteriormente, a corrente define a uniformidade da altura também e o sucesso do seu projeto. Atente bem para os inícios de carreiras, pois na hora de levantar carreiras, algumas bordas podem ficar indisfarçáveis se não for levada em conta a contagem correspondente de cada altura.
Pela legenda, você pode identificar os sinais mais encontrados em revistas e outros lugares. É bem importante decorar os sinais para ficar craque nos gráficos. 
  1. Ponto Baixo: 1 correntinha na lateral ou em começo de carreira corresponde a altura de 1 ponto baixo 
  2. Meio Ponto: 2 correntes então, correspondem a altura do meio ponto. 
  3. Ponto Alto: 3 correntes ficam exatamente da mesma altura de um ponto alto. 
  4. Ponto Alto Duplo: Ao levantar ou iniciar uma carreira com ponto alto duplo, são necessárias 4 correntes. 
  5. Ponto Alto Triplo: 5 correntes, é o que você precisa para levantar e começar a carreira de pontos altos triplos. 6 correntes ou mais eu nunca tentei, mas fique à vontade, quem sabe você não acaba inventando um ponto novo ou descobrindo uma textura interessante?
  6. Se gostou, curta, comente e compartilhe. 

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Chapéu Quente em Tricô

Tecido em lã de carneirinho, esse chapéu pode te aquecer em algum lugar bem longe dos trópicos. Se preferir acrílico ou algodão, pode desfilar por aqui mesmo, que o charme está garantido. 

Monte 64 pontos e teça em barra 2/2 ou ponto arroz por 6 centímetros em modo reto, carreira de avesso e direito, sem fechar o círculo. Teça a seguir uma única em ponto tricô, fechando o círculo. 
Teça os próximos 16 centímetros em ponto meia, de forma circular.
Separe em quatro partes, os pontos para as devidas reduções que formam a copa do chapéu, usando os marcadores, primeiro o de cor diferente, que marca o início da carreira, e os de cores iguais a seguir. Cada parte tem então, 16 pontos. 
A sequência de reduções:
*1 ponto em meia, uma diminuição simples à direita, 10 pontos em meia, uma diminuição simples à esquerda, 1 ponto em meia*.
Repetir de *a* até que não haja mais pontos no centro para reduzir. Carreiras subsequentes, sem carreira de intervalo.
Com agulha de tapeceiro, passe um fio dobrado pelos poucos fios que restaram e amarre por dentro, arrematando bem as pontas de fios. 
Dobre o barrado para fora e pregue dois botões em cada ponta. Está pronto. 
Bonito, charmoso, rápido divertido e fácil. 
Gostou? 
Curta, comente e compartilhe. 
E eu também aguardo fotos do seu, envie para coisasdehilda@gmail.com .
Bons tricôs.



segunda-feira, 25 de maio de 2015

Gravata de tricô em folhas

Para  tecer essa gola que forma um jabô nas pontas, você vai precisar de 150 metros de fio wosterd, e agulhas para tricô número 7.
24 pontos em qualquer montagem e após uma carreira em ponto tricô, proceder da seguinte forma:
1ª carreira: 10 pontos em tricô, virar o trabalho sem tecer os outros pontos.
2ª carreira: Virar e tecer os 9 pontos em tricô, pois o 1º ponto dessa volta é sempre sem fazer.
3ª carreira: 8 pontos em tricô, virar o trabalho.
4ª carreira: Virar e tecer os 8 pontos em tricô.
5ª carreira: 7 pontos, em tricô, virar o trabalho.
6ª carreira: Virar e tecer os 7 pontos em tricô.
7ª carreira: 6 pontos, em tricô, virar o trabalho.
8ª carreira: Virar e tecer os 6 pontos em tricô.
9ª carreira: 5 pontos, em tricô, virar o trabalho.
10ª carreira: Virar e tecer os 5 pontos em tricô.
11ª carreira: 4 pontos, em tricô, virar o trabalho.
12ª carreira: Virar e tecer os 4 pontos em tricô.
13ª carreira: 3 pontos, em tricô, virar o trabalho.
14ª carreira: Virar e tecer os 3 pontos em tricô.
15ª carreira: tecer de uma vez só, todos os 24 pontos.
Voltar à primeira carreira.
Repetir as carreiras acima por 7 vezes para formar uma folha com as carreiras encurtadas.
Após isso, com os 24 pontos na agulha, tecer em ponto de falsa barra inglesa: *1 ponto sem fazer , 1 laçada, 2 pontos juntos em tricô*, repetir de *a* até o final da carreira; 
Todas as carreiras dessa parte são iguais por 50cm. Após os 50 centímetros de falsa barra inglesa, recomeçar na sequencia para fazer a outra folha. Arremate. Com um ponto invisível feche as duas pontas das extremidades das folhas, ou não, fica a seu critério. 
DICAS PRECIOSAS:
Com o dobro de fio você consegue um lindo cachecol em espiral se apenas repetir a sequencia das carreiras encurtadas. Esse da foto, teci com Original, da Coats. Mas fica bom em qualquer fio compatível com agulha número 5. O uso da agulha número 7 foi proposital, pelo efeito após amostra, então teste suas possibilidades com amostras antes de começar.
Gostou? Curta, comente, compartilhe.
Bons tricôs. 

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Todo mundo precisa de um cachecol vermelho!

Em qualquer fio compatível com qualquer agulha que o bom senso aconselhe, experimente tecer esse cachecol.
Teste suas possibilidades em amostras.
 Sempre em agulha em 1 numero maior que a recomendada para que o ponto fique fofo.
Em um número de pontos divisível por 3:
1.ª carreira: *1 ponto sem fazer ,1 laçada e 2 pontos juntos*.
2.ª carreira e todas as seguintes: como a 1.ª carreira.
Franjas de 40 centímetros dobradas ao meio intercaladas com flores de crochê e correntinhas.
Retire as flores e é possível ter um cachecol masculino.
Se gostou, curta, comente e compartilhe.